Carreira e Sucessão – Como medir o potencial dos colaboradores?

Carreira e Sucessão – Como medir o potencial dos colaboradores?

Veja alguns métodos para avaliar e desenvolver as capacidades dos profissionais

Carreira e Sucessão – Como medir o potencial dos colaboradores?

Imagine que o diretor de uma empresa está prestes a se desligar e ainda não se sabe quem será o seu sucessor. Além de um currículo competente ao cargo, o departamento busca certas características pessoais no colaborador que o substituirá: ele precisa ser extrovertido, habilidoso na gestão de conflitos, ter discernimento ao tomar decisões e um perfil visionário.  Mas como medir essas qualidades?

Alguns testes psicológicos podem nortear esse processo e ajudar o recrutador a definir o potencial de cada candidato sem se ancorar em critérios apenas subjetivos. Confira:

  • DISC: com cerca de 40 perguntas e quatro alternativas em cada, o participante deve selecionar como resposta a palavra que mais o representa. O resultado mostra as principais características de sua personalidade (por exemplo, introvertido ou extrovertido).
  • D-Potential: entre cem questões com duas alternativas cada, o candidato deve selecionar a frase com a qual mais se identifica. Os avaliadores conseguem principalmente ter uma noção das habilidades para gerir o tempo, lidar com conflitos e mudanças, flexibilidade do avaliado, entre outras.
  • Quati: essa é uma boa opção na hora de avaliar a capacidade de tomadas de decisão do candidato. O teste possui seis situações que podem ocorrer no ambiente de trabalho, cada uma com 15 pares de afirmações. O avaliado deve escolher as afirmações que mais se aproximam do comportamento que ele supõe que teria naqueles cenários.
  • CPI 260: o questionário tem 260 questões dissertativas que buscam avaliar a forma como a pessoa se enxerga na vida e reage a diferentes situações. No final, o relatório mostrará se o profissional faz o estilo implementador, visionário, inovador ou incentivador.

Além dos testes, é importante que haja uma rotina de avaliação de desempenho dos colaboradores na empresa. De acordo com a sua performance, quais as competências daquela pessoa? Ela está cumprindo as metas? Depois de saber quem tem potencial para uma promoção, é mais fácil desenvolver os candidatos.

Ao gerar relatórios sobre a performance de cada profissional, o módulo de desempenho do SuccessFactors, a plataforma de gestão de pessoas da SAP, pode ajudar no processo sucessório. A ferramenta possibilita que os gestores indiquem com antecedência quais profissionais estão preparados para certos cargos, caso eles fiquem vazios. E também consegue validar se essas indicações fazem ou não sentido pelas avaliações de desempenho.

Além disso, o sistema pode sugerir pessoas para ocupar determinadas cadeiras levando em conta o perfil desejado e não apenas as habilidades esperadas para o cargo. Supondo, por exemplo, que uma coordenadora se desligue e haja outra pessoa com um perfil profissional semelhante ao dela, ela pode ser destacada como uma potencial sucessora que precisa ser treinada para assumir a função.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta