Tendências de Educação Corporativa para 2016

Em 2016, a área de RH tem um grande desafio. Se antes a palavra de ordem era reduzir custos, com alternativas que incluíam até mesmo o corte de pessoal, em 2016 teremos outro cenário: mapear colaboradores e reter os talentos em ações de engajamento, equilibrando reduções de orçamento com a necessidade de capacitar. É desta forma que o Jornal Valor Econômico aponta que devemos enfrentar o ano incerto de 2016. A área de Treinamento e Desenvolvimento terá que aproveitar as tendências e inovações de Educação Corporativa para driblar a crise.

Portanto, listamos um guia de tendências para 2016.

A lista a seguir poderia ter mais 3 ou 4 itens que poderiam ser tendência para 2016, porém, analisando o mercado nacional e fazendo um recorte para as áreas que tem contato com Educação Corporativa, Treinamento e Desenvolvimento e RH, em linhas gerais, acreditamos que menos é mais! Ou seja, 2016 também será o ano de SIMPLIFICAR.

Gamification

Muito se fala em Gamification. Mas o que é isso? “O conceito de gamification, traduzido para o português como gamificação ou gameficação, pode ser definido como o uso do design e da mecânica de jogos para enriquecer contextos diversos normalmente não relacionados a jogos, com o objetivo de instruir, influenciar no comportamento e incentivar resultados práticos”.

Aqui na SOU, temos utilizado a gamificação em nossas campanhas internas e e-Learnings que fazemos para Educação Corporativa. O exemplo mais recente foi a aplicação da mecânica de jogos em uma campanha de cultura, visando promover a adesão dos colaboradores para a visão, missão, valores e mandamentos. Neste processo, recorremos a utilização de um sistema de gamificação que apresentava um ranking de participação. Alguns jogos foram introduzidos no decorrer da campanha, como a versão adaptada do “jokenpo” do clássico game Alex Kids.

Especialistas afirmam que técnicas como esta podem aumentar a motivação das pessoas em até 90%.

Mobile Learning ou mLearning

Cada vez estamos mais conectados à Internet e aos nossos dispositivos móveis. Estudos apontam que há mais aparelhos de celular (280 milhões) do que pessoas no Brasil (200 milhões de habitantes), portanto, o mLearning será em breve um dos modelos de aprendizado mais utilizados não só no País, como no mundo. Estudiosos afirmam que o Mobile Learning terá como aliado conteúdos em nuvem (Cloud Computing) e SaaS (Software as a Service). Outra informação importante é a migração do uso da tecnologia Flash para HTML5, já que a Adobe declarou oficialmente a descontinuação da ferramenta Adobe Flash, a ser substituída pelo Adobe Animate CC.

Vídeos

Não são raras as pessoas que recorrem ao Youtube para aprender algo de forma rápida, seja para uma aplicação pessoal (trocar a resistência de um chuveiro) ou profissional (tutorial de utilização de um software, por exemplo). A forma passo a passo e a informalidade dos vídeos produzidos no Youtube tornam a aprendizagem mais dinâmica. Então, por que não se apropriar dos benefícios dos vídeos para o uso na Educação Corporativa?

Da Realidade Aumentada para a Aprendizagem Aumentada

Com a imersão das pessoas cada vez maior no mundo virtual, o que inclui a já conhecida realidade aumentada, teremos também a “Aprendizagem Aumentada”, que combinará recursos 3D e elementos virtuais com o ambiente real, de forma interativa e com processamento em tempo real.

infografico-tendencias-educacao-corporativa-2016
Conclusão

Estas foram algumas tendências de Educação Corporativa que listamos para 2016. Lembramos que as tendências não envolvem somente a tecnologia, pois também compreende as atitudes das pessoas.

Isto significa que em 2016, os líderes podem explorar meios para enfrentar a crise de forma colaborativa, contando com a opinião e o brainstorm da sua equipe, afinal, “duas cabeças pensam melhor que uma”. Os profissionais da sua empresa podem ajudar os líderes a reduzir custos nas áreas, fazer mais com menos (profissionais multidisciplinares podem fazer mais de um tipo de tarefa, por exemplo) e tornar o ambiente agradável, propício a socialização, motivação e engajamento.

Fontes:


www.sou.com.br

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *