Você está contente com o seu LMS? Parte 3 – Sistemas LMS

Sistemas LMS

Até agora falamos bastante sobre o que é um LMS, sua função para a Gestão do Conhecimento e sua importância como sistema dentro do modelo Educação Corporativa na forma de Universidade Corporativa.

Este artigo tem como função, discorrer sobre o uso do LMS e suas questões técnicas, do anagrama LMS, este é o “S” de System. Além de falar sobre as tendências que estão previstas para os próximos anos.

Assim como falamos no 1º artigo desta série, sabemos que é importante que um LMS permita uma boa circulação do conhecimento e possua o mínimo de ruídos sistêmicos. E daí vamos examinar o “S”, de System, na perspectiva de um sistema de informação. Sabe-se que um sistema de informação é um sistema de atividade humana que poderá ser suportado por computadores e que serve de base para o “conhecimento” das pessoas e das organizações. Portanto, a informação deve estar acessível a todos que dela necessitarem. A boa circulação do conhecimento via sistema se dá quando princípios de usabilidade são respeitados.

A indústria de produtos e softwares LMS gera quase um bilhão de dólares e cresce cada vez mais a cada ano. Com todo faturamento, o investimento em melhorias também é grande, e deve acompanhar o fluxo natural da evolução humana, que hoje em dia se deve muito à interação por meio da Internet, cada vez mais dinâmico e interativo, sempre buscando aprender mais e evoluir habilidades e competências.

Neste sentindo, o LMS tem papel fundamental na sociedade atual, pois deve preencher requisitos que a própria sociedade impõe, ainda mais na evolução da Educação que estamos vivenciando, em que as pessoas não possuem muito tempo para se deslocar até um local especifico para fazer cursos presenciais, migrando cada vez mais para a modalidade EAD.

Principais funcionalidades de um LMS

Para que este guia se torne completo, listamos as principais funcionalidades que um LMS deve ter:

  • Hospedagem e gestão de conteúdo (upload/download)
  • Padrão SCORM/Tin Can
  • Gerenciamento de provas e avaliações
  • Criação e customização de páginas HTML
  • Gestão de acessos e usuários
  • Agenda de cursos/eventos
  • Gestão das habilidades e competências
  • Geração de Relatórios dinâmicos
  • Possibilidade de Integração com outras aplicações
  • Listas de classe, turma, grupos, domínios
  • Fóruns, mensagens instantâneas
  • Dashboard
  • Gestão de conteúdo (Biblioteca)
  • Salas multimídia (Videoconferência, vídeo aulas, podcasts e áudios)

É importante salientar que o sistema pode ser robusto, amigável, altamente tecnológico, mas não há esforço que seja suficiente se não houver o envolvimento humano, os verdadeiros agentes que irão alavancar este projeto. Pensando nessas possíveis circunstâncias, compilamos algumas dicas que tem o objetivo de minimizar qualquer risco para sua empresa, confira:

  • O apoio da alta gerencia é fundamental
  • Ajuda de um especialista que entenda sobre os assuntos técnicos que envolvam a contratação e manutenção do LMS
  • Aproveitar o funcionamento pleno da plataforma de LMS
  • Ter um suporte efetivo aos usuários da plataforma
  • Promover alguns usuários-chave que estejam empenhados em tornar o uso do LMS uma realidade e que sejam os incentivadores para os demais colaboradores
  • Possuir uma equipe dedicada para administrar e gerir todo o projeto
    • Nesse ponto nós sabemos que os custos, geralmente são elevados, o que inviabiliza uma equipe completa, mas é importante salientar que, a maioria das empresas pensa desta forma, e acaba caindo no equívoco de alocar, apenas, 1 ou 2 pessoas para essa tarefa, o que dificulta a gestão do LMS e das atividades de treinamento.
    • Nesse caso considere um parceiro que faça a Assessoria e Gestão de todo o projeto para sua empresa e lhe permita se concentrar apenas na estratégia sem perder tempo com o operacional.

Tendências para LMS

Todo o dinamismo que a tecnologia proporciona reflete também no modelo de ensino-aprendizagem online, uma vez que, geralmente é feito por meio de um LMS. Pensando por esta vertente, destacamos algumas tendências para plataformas LMS nos próximos anos:

  • Novas aplicações e objetivos para os conteúdos de e-learning que permitam uma maior interação dos usuários desde a criação de planos de comunicação e divulgação até a elaboração efetiva dos treinamentos de forma colaborativa;
  • Ambientes de aprendizado cada vez mais intuitivos e fáceis de usar;
  • Acessos aos cursos e conteúdos por meio de dispositivos móveis como smartphones e tablets;
  • Maior integração com plataformas de colaboração, como o Google Apps e o Microsoft Outlook;
  • Integração nativa com os principais softwares de ERP e CRM do mercado;
  • Armazenamento, acesso e controle de conteúdo usando a tecnologia de Cloud Computing;
  • Uma maior integração com sistemas de software de gestão de talentos;
  • As tendências atuais em tecnologia e negócios estão favorecendo o aumento de aplicações de colaboração baseadas na web, design orientado ao usuário e outros recursos que muitas vezes são agrupados sob o termo “Web 2.0″. Invertendo ainda mais as formas tradicionais de interação entre professores e alunos, permitindo que uma grande quantidade de conteúdo possa ser criado e gerido mais facilmente, o futuro do LMS parece ser um processo dinâmico.
  • Alcance de um público bem maior através da integração com as redes e grupos sociais distintos.

Na SOU, trabalhamos com os principais sistemas de LMS disponíveis no mercado (open source, comerciais e globais), entre eles: Sumtotal, EadBox, Plateau (SAP SuccessFactors), Blackboard, Moodle, Atena, Saba, Cornerstone, TOTVS, Taleo, Performa e Neolude; entre outros.

Para nós, o LMS em si é aquele que atende todas os requisitos que uma empresa demanda, o que vai muito de encontro aos nossos valores que é: Desenvolver pessoas por meio da tecnologia, portanto, focamos na Gestão Operacional de todo o projeto para que ele seja um projeto de sucesso para as empresas, e que, atinja os objetivos de Treinamento & Desenvolvimento.

O que é a Gestão Operacional SOU?

Nosso serviço consiste na definição e gestão de todas as atividades operacionais que estejam relacionadas ao portal de treinamento (LMS). Em síntese esse serviço garante que todas as atividades operacionais ligadas ao treinamento de colaboradores e força de vendas sejam executadas por uma equipe terceirizada, sempre atendendo as diretrizes e expectativas estabelecidas pela empresa, estabelecendo uma parceria operacional nas atividades e uma consultoria de melhores práticas, visando melhoria de processos e maior rentabilidade.

Este case da empresa Syngenta Brasil, exemplifica muito bem o propósito da Gestão Operacional SOU, assista ao vídeo abaixo e entenda como estamos fazendo a diferença no projeto da Academia FFE Syngenta.

E você, qual LMS usa na sua empresa? Atende todos estes requisitos? Comente! 🙂

Baixe agora nosso e-Book e saiba passo a passo como extrair o melhor do seu LMS e ainda conhecer as melhores práticas para a gestão da sua Universidade Corporativa!

chamada ebook como extrair o melhor do seu LMS


www.sou.com.br

 

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *