Como produzir e-Learnings sobre Código de Conduta e Ética

Como produzir e-Learnings sobre Código de Conduta e Ética

Hoje em dia há uma grande preocupação das empresas em conscientizar os colaboradores a respeito de seu Código de Conduta e Ética. Esse pode ser um grande desafio, visto que é um treinamento que diz respeito a todos da empresa, independentemente do cargo ou do tempo de casa.
Mas como falar sobre um assunto tão complexo e cheio de nuances para pessoas tão diferentes? Depois de criar diversos cursos sobre o tema, separamos 4 dicas que podem te ajudar a se orientar e criar um e-Learning eficaz e com a cara da sua empresa.

  1. Trabalhe conceitos

Sabemos que é impossível definir em um único documento todos os dilemas éticos que um colaborador pode enfrentar em seu dia-a-dia. Por isso, ao invés de fazê-lo decorar regras, ajude-o a entender o conceito. Quando o aluno entende o que é “Corrupção”, por exemplo, ele poderá refletir sobre as situações que o rodeiam e avaliar se há ou não uma infração ao Código de Conduta. Além de ser mais eficaz, não precisamos descrever regras para cada área, já que o conceito pode ser entendido por todos.

  1. Utilize metáforas

A metáfora nos permite tornar um conhecimento subjetivo mais palpável, mostra algo qualitativo com maior clareza. Assim, o colaborador pode se apropriar do conceito para aplicá-lo na sua realidade. Ao invés de ilustrar casos reais de cada área da empresa, podemos utilizar uma metáfora que explique o conceito de maneira clara para todos os alunos, o que torna o e-Learning menos repetitivo e mais objetivo.

  1. Pense em exemplos do dia-a-dia

A melhor maneira de apresentar uma nova informação é tomando por base algo que o aluno já sabe. Quando usamos exemplos do cotidiano para ilustrar um conceito, é mais provável que o colaborador absorva a ideia geral e se identifique com o conteúdo, o que também gera maior interesse.
Por outro lado, quando apresentamos casos reais de infração do Código de Conduta na empresa, corremos o risco que algum colaborador entenda que o e-Learning fala sobre ele, gerando uma sensação de persecutoriedade ou exposição. Já com o exemplo cotidiano, não corremos esse risco.

  1. Mensure Resultados

Ainda é necessário medir os resultados obtidos e ajustar o conteúdo para que sempre fique personalizado ao seu público-alvo. Ou seja seus colaboradores.
O acompanhamento do ROI (sigla para Return on Investiment, em português: retorno sobre o Investimento) de treinamento de algumas companhias indica que ações constantes de capacitação do capital humano gera:

  • Aumento do engajamento dos colaboradores;
  • Aumento da retenção de talentos;
  • Aumento da competitividade;
  • Redução dos custos com retrabalhos, entre outros.

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe o eBook: “Como desenvolver Cursos em Larga Escala com qualidade e valor acessível” e entenda os principais benefícios da utilização do modelo de Equipe Dedicada.

Equipe Dedicada Senior

Gabriela Hesz DE

Artigo escrito por:
Gabriela Hesz
Designer Educacional @ SOU


www.sou.com.br

3 comments

  1. Mark

    Obrigado Gabriela. Isso é exatamente o que eu precisava. Foi-me convidado a trabalhar em um projeto de cliente que inclui a criação de um curso de treinamento que ensine a ética comercial.
    Isso é muito útil.

    1. SOU Educação e Talentos

      Olá Mark…quanto tempo não é mesmo?
      Estamos passando aqui para saber se deu tudo certo no seu projeto com o cliente, torcemos para que sim ♥
      Ficamos felizes por ter te ajudado, continue nos acompanhando que toda semana tem texto novo.
      Um abraço, team SOU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *