Lifelong learning e o papel das organizações nesse desafio

Lifelong

 

Já não é de hoje que o tema da aprendizagem ao longo da vida toda tem sido discutido e introduzido como uma necessidade no mundo moderno, assim também como a ruptura com os processos convencionais de aprendizagem.

Afinal, a velocidade da informação e da transformação, ao qual temos sido submetidos ao longo das últimas décadas, faz com que todos nós tenhamos a necessidade de produzir, nos relacionar, e aprender constantemente. Aquilo que aprendo hoje provavelmente precisará ser revisitado em alguns meses, pois já se transformou e assim seguirá ao longo da vida.

Como romper esses processos?

Com essa enxurrada de informações, o profissional moderno, muitas vezes, fica paralisado e não sabe como conseguir dar vazão à necessidade de desenvolvimento e, também por muitas vezes, traz a falta de tempo como um inimigo do autodesenvolvimento e da busca contínua pelo conhecimento. Nesse sentido, vemos que a aprendizagem tradicional, a sala de aula, vem dando espaço a ferramentas, como o lifelong learning, e métodos mais modernos e tão importantes quanto. Exemplos são:

  • Podcasts: São conteúdos de mídia, em formato de áudio, transmitido via RSS. Sendo como um programa de rádio, porém sua diferença e vantagem primordial é o conteúdo sob demanda. Você pode ouvir o que quiser, na hora que bem entender. Basta acessar e clicar no play ou baixar o episódio.
  • Audiobooks: São gravações do conteúdo de um livro narrado em voz alta dentro de um estúdio de gravação ou em outro ambiente com equipamento de gravação.
  • Aplicativos de Resumos de Livros: São aplicativos que se propõem a resumir e condensar, na forma de áudio e texto, os conteúdos e as principais ideias dos mais importantes livros de não-ficção disponíveis no mercado editorial.
  • Vídeos
  • MOOCs: São tipos de curso aberto oferecido por meio de ambientes virtuais de aprendizagem, ferramentas da Web 2.0 ou redes sociais que visam oferecer para um grande número de alunos a oportunidade de ampliar seus conhecimentos num processo de co-produção.

Toda forma de aprender é importante e assim deve ser considerada. Cada individuo pode ter facilidades e absorver melhor informações com base em formatos distintos (vídeos, áudios, leituras e etc).

E como as organizações podem contribuir com esse conceito?

Reconhecendo a importância da aprendizagem e do autodesenvolvimento, vemos as organizações se mobilizando para oferecer cada vez mais cursos e trilhas não obrigatórios como oportunidades de autodesenvolvimento, com conteúdos ricos focados no desenvolvimento de competências que vão além da relação empresa-colaborador e que foquem no desenvolvimento desse indivíduo para o mercado.

Em nossas operações, onde apoiamos empresas a desenvolver suas universidades corporativas, temas relacionados a softskills vêm ganhando muito destaque frente a temas relacionado a hardskills, ou seja, cursos ligados ao negócio apenas. Isso é uma tendência e vai totalmente de encontro a demanda pela educação e desenvolvimento contínuo, olhando por um panorama não apenas técnico.

Setores como o da saúde, que possui uma alta regulação e um espaço muito curto para erros, há muito já entende e prioriza a educação continuada dentro de sua operação, e com isso reflete diretamente nos resultados e na constante melhoria de seus profissionais.

A busca pelo conhecimento deve se perpetuar e não se restringir aos formatos tradicionais, como cursos de graduação e pós-graduação, mas sim estender-se a diferentes formatos como acima descritos.

Esse conhecimento deverá acompanhar a velocidade de transformação das informações e das novas competências que surgem e evoluem a cada dia, aprofundando nos formatos e nos recursos que nos são disponibilizados, independentemente de seu formato, apoiados sempre no conceito de aprender cada vez mais.

Quer saber mais sobre? Mande um e-mail para marketing@sou.com.br e vamos conversar 🙂

Texto escrito por:

Bruno Falcão

Diretor Comercial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *