O que é UX (User Experience) em Educação Corporativa?

UX

Provavelmente você já ouviu falar em UX ou experiência do usuário (User Experience), não é mesmo? O termo foi criado em 1993 por Donald Norman, vice-presidente de Tecnologia Avançada da Apple. Ele foi criado considerando a falta de um termo para fazer referência à experiência do usuário de maneira abrangente.

A UX normalmente se apoia em três pilares: utilidade, facilidade de uso e prazer, abrangendo as vivências e sentimentos que determinada experiência com um produto ou serviço causa ao usuário. Inclusive é um erro acharmos que ela se limita ao desenvolvimento de site e apps, em princípio, se estende a toda a trajetória que o usuário tem com um determinado produto.

“É o modo que você experiência o mundo, é o modo como você experiência sua vida, é o modo que você experiência um serviço.” – Don Norman

Se algo é simples o suficiente para que o usuário não precise ler um “manual” ou perguntar como funciona, dizemos que temos a usabilidade consideravelmente boa.
Bom, abordamos por cima o que é a User Experience, mas caso ainda tenha ficado com alguma dúvida, indicamos que assista essa palestra: clique aqui.
E se fizermos uma pesquisa rápida no Google, encontraremos diversos infográficos sobre o que é UX. Um deles foi criado por Dan Saffer.

O infográfico é um tanto minimalista. Possui um círculo vermelho que engloba tudo o que faz referência à experiência de usuário. Algumas áreas são englobadas parcialmente. Uma delas é a de “Arquitetura da Informação”, que nos remete à estrutura da informação, destacando os elementos de maior relevância na tela.

Esperamos ter ajudado até aqui 😊

Mas vamos ao ponto importante, como podemos relacionar UX com as Universidades Corporativas?

As áreas englobadas em um conceito de UX são as seguintes:

  • Visual Design;
  • Arquitetura da Informação;
  • Design Interativo;
  • Usabilidade;
  • Pesquisa de Usuário;
  • Estratégia de Conteúdo.

Pensando nessas áreas e relacionando as necessidades das Universidades Corporativas, conseguimos entender como a UX pode ajudar a melhorar o engajamento dos colaboradores durante o acesso aos treinamentos disponibilizados.

Quando pensamos em desenvolvimento de cursos, o que queremos ao final é que os usuários além de absorver o máximo dos conteúdos do treinamento, tenham a melhor experiencia possível através da facilidade de usabilidade.

Mas para desenvolver o conteúdo, devemos olhar não somente para a produção dele, mas também para o pós-lançamento. Afinal, a UX ocorre antes e depois do momento de contato com o serviço, que no caso é o conteúdo.

É comum encontramos diversos casos em que após um treinamento ser produzido, a empresa não dá a devida atenção de como esse curso será disponibilizado e como ele será comunicado para o público, e isso faz toda a diferença para o sucesso da aplicação do treinamento.

Imagine o seguinte cenário, você passou semanas ou meses produzindo um treinamento, se certificou de todas as formas que este garantirá a seus usuários o melhor conteúdo possível, publicou o mesmo na sua plataforma LMS, mas os usuários não o acessam. Isso é muito comum, não é mesmo? Mas já parou para pensar que sua plataforma talvez não foi projetada pensando na facilidade de uso e o quão fácil e rápido o usuário vai desenvolver o acesso ou o quão prazeroso, interessante e recompensador está sendo a experiência dele?

É aí que entramos com a user experience na Universidade Corporativa. A UX pode muitas vezes ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um projeto. Afinal, os usuários antes de ter contato com o treinamento vão acessar a plataforma, portanto é essencial que seja otimizada pensando na experiência dele.

Abaixo listamos 5 conceitos aplicados na UX que poderão lhe ajudar em sua plataforma de treinamento. Confira:

1° – Se coloque no lugar do usuário

Esse primeiro conceito pode parecer simples, mas muitas vezes notamos que acaba passando batido. Nele o segredo é você realmente se colocar no lugar do usuário final e sentir como será a experiência dele com a plataforma. Você achou entediante? Divertida? Bom, é bem provável que essa será a percepção do seu usuário também, então já são alguns pontos para rever. Analise bem o usuário, quem é ele (características da persona), ambiente onde o usuário irá acessar os treinamentos (app, site etc.).

2° – Customização da página inicial (index)

Agora que já definiu todos os pontos de como será sua plataforma e treinamento. Vamos para a customização da página inicial.

Deixe claro aos seus usuários os treinamentos e conteúdo que quer destacar. A home da plataforma deve conectar os usuários ao conteúdo que estão buscando e ser bem intuitiva.

3° – Busca de conteúdo

Não tem nada mais desanimador do que procurar algo e não encontrar, não é verdade? Esse fator já é um grande gatilho para desistirmos de buscar aquilo que queremos.

Por isso, as buscas são fundamentais para que o usuário encontre o que procura, ainda mais levando em conta o fator tempo, onde na maior parte dele estamos com pressa. Use campos de pesquisa bem visíveis, principalmente, com resultados relevantes e coloque filtros nas buscas.

4° – Conteúdos

Do que adianta encontrar o conteúdo e chegar na hora e ele ser super extenso e cansativo?

Nossa dica nesse tópico é que você pense em criar conteúdos mais dinâmicos, se possível com um tempo não muito longo para que não se torne entediante e seu usuário deixe de participar até o final. Então, explore as maneiras de passar os conteúdos, use gamificação, pílulas, e-learnings mais curtos, textos etc. Levando sempre em conta a experiência do usuário.

5° – Teste sua plataforma

Primeiramente, antes de colocar no ar sua plataforma para os usuários, é de extrema importância que você teste ela e passe por toda jornada. Uma dica é que além de você, escolha uma pessoa que não esteja tendo contato direto com o projeto, para passar por toda a experiencia e ver qual a opinião dela sobre.

Aqui trouxemos um pouco da introdução sobre UX e alguns conceitos macros de como aplicá-la na sua Universidade Corporativa. Caso tenha ficado com alguma dúvida ou queira saber mais, entre em contato conosco que encaminhamos para os nossos Designers UX para te auxiliar 😊

Esperamos ter ajudado.

Um abraço,

Team SOU.

“Você deve começar com a Experiência do Usuário (UX) e depois reverter para tecnologia… Você não pode começar pela tecnologia e tentar adivinhar como vendê-la (…)” – Steve Jobs

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *